FLUMINENSE

Conmebol processa Fluminense por brigas na final da Libertadores

Fluminense está sendo processado por brigas entre cariocas e argentinos no Rio de Janeiro nas vésperas da decisão da Libertadores
Foto do autor
Compartilhe

A Conmebol decidiu abrir um processo contra o Fluminense após as brigas entre torcedores cariocas e do Boca Juniors. Tricolores e xeneizes entraram em confronto nas ruas do Rio de Janeiro, dias antes da final da Libertadores, em 4/11.

A praia de Copacabana se tornou um dos focos da violência na cidade. O clube argentino foi quem denunciou o episódio à entidade.

A reclamação dos argentinos se dá em função de brigas que ocorreram em três momentos diferentes: em 30 de outubro, 2 de novembro e também no dia da decisão. Os dois primeiros fazem alusão à confusões principalmente na Zona Sul da capital. Por outro lado, os maiores problemas instantes antes de a bola rolar no Maracanã ocorreram no entorno do estádio, bem como no metrô.

O Fluminense tem o prazo de até às 18h do dia 21 deste mês para enviar uma resposta à Conmebol, dando seu parecer e sua defesa sobre o assunto. Em caso de punição, as penas previstas podem variar entre advertência, repreensão, multa, devolução dos prêmios, retirada de título ou realização de serviços comunitários. Ainda não há previsão de quando sairá a sentença por parte da confederação.

Após os conflitos, a diretoria do Tricolor chegou a soltar nota oficial solicitando o fim da violência na cidade. Além disso, se reuniu com representantes das organizadas, a fim de manter a paz nas ruas do Rio.

Compartilhe
Receba de graça no seu celular as notícias sobre o No Ataque Inscreva-se.