ESPORTE NA MÍDIA

Eric Faria critica Flamengo por nota ‘na surdina’ sobre Tragédia do Ninho

Repórter e agora comentarista do Grupo Globo se indignou com o horário em que o posicionamento do Flamengo foi postado
Foto do autor
Compartilhe

O Flamengo publicou, na noite desta quarta-feira (7/2), uma nota oficial sobre a Tragédia do Ninho, que completa cinco anos nesta quinta-feira (8/2). A divulgação durante o clássico com o Botafogo gerou críticas do jornalista Eric Faria.

Por meio de uma rede social, o repórter e agora comentarista da TV Globo se mostrou incrédulo pela forma com que o Flamengo publicou a nota oficial. Eric Faria se indignou com a possível tentativa do clube de “esconder” o assunto.

“Não é possivel que a diretoria do Flamengo não tinha nenhum outro momento amanhã para falar sobre a tragédia no Ninho cinco anos atras. No intervalo de um clássico? Na surdina? Escondido? Se for pra ninguém ler, eu ajudo na divulgação!”

Eric Faria, comentarista do Grupo Globo

Na nota oficial, o Flamengo afirma que se trata da maior tragédia da história do clube e que o ocorrido não pode ser esquecido.

Na publicação, a equipe diz que foi procurada por diversos meios de comunicação e decidiu se posicionar, na véspera da data que marca cinco anos da tragédia, por meio da nota – veja na íntegra abaixo.

Nota oficial do Flamengo sobre cinco anos da Tragédia do Ninho

Nota de esclarecimento

Amanhã fará cinco anos da maior tragédia da história do Flamengo. Perdemos dez jovens atletas e não podemos – nem queremos – esquecer disso. Temos que rememorar nossos jovens eternamente, a cada dez minutos de cada jogo e sempre.

Será um dia muito difícil para as famílias daqueles dez jovens atletas e isso consterna a todos nós e nossa grande torcida. É dia de lamentar e de pedir a Deus por eles. Dia de nos solidarizarmos com as famílias e dar condolências. 

O clube recebeu várias consultas de muitos veículos de comunicação. Sinteticamente, o clube tem a dizer o seguinte:

Desde o trágico dia, o clube prestou toda assistência às famílias, tanto psicológica, como financeira.

Após algum tempo e independentemente de processo judicial, o clube firmou acordo com nove das dez famílias que tiveram vítimas fatais e com todos os sobreviventes. Essas famílias consideraram justos os valores da indenização e os aceitaram.

A única família que não aceitou o acordo recebe, mensalmente, uma pensão do clube, independentemente de processo judicial, e o Flamengo continua aberto para alcançar uma composição com eles, a quem muito preza.

O Flamengo tem o maior respeito e carinho pelas famílias, de modo que externamos aqui, mais uma vez, nossos mais sinceros sentimentos a todos.

SRN

Compartilhe